Header Ads

Últimas Noticias

CRÍTICA: De Volta ao Jogo (2014) | Potencial de Ser a Próxima Franquia de Filmes de Ação

Sinopse:Com a morte prematura de sua amada esposa ainda amarga em sua boca, John Wick, o ex-assassino perito, recebe um presente final dela - uma lembrança preciosa para ajudar John a encontrar um novo significado na vida agora que ela se foi. Mas quando o arrogante príncipe da máfia russa, Iosef Tarasov, e seus homens pagam a Wick uma visita inoportuna para roubar seu premiado Mustang 1969 e o presente de sua esposa, o lendário assassino será forçado a desenterrar sua identidade meticulosamente oculta. Cego de vingança, John desencadeará imediatamente um turbilhão de destruição cuidadosamente orquestrado contra o sofisticado chefão, Viggo Tarasov, e sua família, que estão plenamente conscientes de sua capacidade letal. Agora, apenas o sangue pode saciar a sede do bicho-papão por retribuição.

Crítica:

Keanu Reeves é John Wick e dá aos telespectadores o que eles querem: uma ação incrível, com acrobacias excelentes, com um caos cinético e um anti-herói para você amar. John Wick consegue sua simplicidade, aqui o estúdio de tradução até brincou com título porquê realmente Reeves retorna totalmente ao jogo com este filme incrível.

Como um aficionado por filmes de ação, tudo que eu queria ver neste filme são algumas sequências de ação, e não fiquei desapontado eu fiquei eufórico. Cada seqüência de ação neste filme é rápida e lindamente filmada, é fluida, é intenso e você nunca tem dificuldade em entender o que está acontecendo na cena. A direção deste filme é fantástica, assim como o roteiro. Não há linhas de história melodramáticas - tudo é direto ao ponto, e objetivo. Nenhum momento neste filme é chato. O diálogo curto é eficaz desde a sequência de ação A até a sequência B, sem qualquer confusão quanto ao motivo de qualquer personagem. Está tudo exposto à sua frente - tudo o que você precisa fazer é sentar e aproveitar a insanidade que acontece na tela.

Um dos melhores pontos deste filme é sua versatilidade no questão ação com John Wick usando vários tipos de armamento, e evidentemente os escritores sabiam o que trazer para o público aficionado por ação. John Wick destrói os paradigmas com pistolas, espingardas de assalto, espingardas, facas e até mano-a-mano; o homem pode fazer qualquer coisa, (foi até citado que ele já matou três homens com lápis). A diferença entre John Wick e outros filmes de ação modernos é que você acredita que John Wick é passível de ser morto. Ele não é algum herói invencível como Bruce Willis em Duro de Matar 5, tendo seu acidente de carro a virar como uma centena de vezes e no segundo ele pára ele sai sem um arranhão e começa a correr. Não, John Wick leva várias surras neste filme. Numerosas vezes de fato. Mas na maior parte do tempo ele está chutando o traseiro de todos, e em vez de agir como uma máquina de matar incontrolável, ele parece um cara especialista em seu campo. Ele costumava ser um assassino então ele sabe como agir.

John Wick é uma explosão de adrenalina. Realmente, um excelente filme de ação. Tem tiroteios em larga escala, sequências de combate corpo à corpo e um confronto clássico entre o herói e o vilão no final.

Vou dizer ainda que o que eu mais curti ainda além da ação foi todo o lance sobre o Continental, todo esta mitologia sendo criada, para mim foi uma sensação que me deixou extremamente curioso sobre toda esta mitologia por trás do Continental, é um conceito e tanto que este filme apresenta e gostaria muito de saber mais.

Independentemente disso, John Wick é tudo sobre ação e vai acima e além em todos os aspectos em um filme deste gênero. John Wick tem o potencial de ser a próxima grande franquia de ação. Todo fã de ação terá o compromisso de ver este filme e não irá se decepcionar.

Classificação Final: 5/5




Assista ao Trailer abaixo:



Nenhum comentário