Sinopse:
Os problemas dentro e fora do Banco da Moeda estão crescendo. O maior roubo da história não permite erros e, cada vez, a tensão e o medo estão aumentando. 

Crítica :

Um dos pontos chaves deste episódio é outro passo a frente que o Professor já tinha previsto com sua solução, muito bem orquestrada que é as trocas das máscaras, o que na minha opinião foi uma jogada de mestre.

Neste episódio é mostrado novamente em como Rio se esquece que está em um assalto e que ele é ameça e sua inocência e imaturidade em relação aos reféns que poderia levar ara mais um empecilho nos planos do Professor, Rio pra mim é o personagem menos intrigante até agora.

Esse episódio me lembrou muito de uma outra obra, que é o anime Death Note, que para quem não conhece durante a maior parte desde anime o protagonista e o antagonista ficam tentando matar um ao outro, naquela velha questão de caça, de "gato e rato", isso me refiro as inteligências do Professor e da Inspetora que são dois personagens muito inteligentes e realmente estão jogando uma partida de Xadrez.

Uma partida de xadrez muito elaborada, e nós espectadores esperando para ver quem vai ser o primeiro a dar o Xeque-Mate. Interessante também é notar o estudo que o Professor tomou sobre cada movimento que a Policia poderia dar, que faz a série se tornar algo totalmente diferente e inovador em uma série de televisão.

O mais intrigante é sabermos a informação de que não foi o Professor o idealizador do Plano do Assalto, e também que notamos que Berlim e Professor tem uma certa ligação já que aparentemente demonstra que se conhecem a anos. E ao mesmo tempo vemos Berlim confrontando o Professor devido a seu ato de ter removido Mônica do tabuleiro.

Com certeza queremos ver  como próximo episódio irá proceder, e na certa Berlim vai ficar feliz por Denver não ter executado a Mônica.

Classificação Final: 4/5


 

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem