Header Ads

Últimas Noticias

Review: Aquaman #01 - O Fosso: Parte Um (Os Novos 52)

Os criadores superestrelas de A NOITE MAIS DENSA e do DIA MAIS CLARO  se reúnem para levar AQUAMAN a novas profundidades incríveis! Aquaman renunciou ao trono de Atlântida - mas o mar não liberará Arthur Curry tão facilmente. Agora, de um canto esquecido do oceano emerge ... O Fosso! Uma raça quebrada de criaturas que não deveria existir, uma necessidade indescritível de viver, O Fosso será um dos mais novos personagens a brilhar no Universo DC!
Detalhes da Edição: 
Nome: O Fosso, Parte Um
Volume: Aquaman
Numero da Edição: 1
Data da Capa: Novembro de 2011
Evento: Os Novos 52
Arco: O Fosso


O Rei da Atlântida deve escolher entre sua vida no oceano e sua vida em terra. Essa nova série pode tornar Aquaman legal novamente?
Não é segredo mas sempre fui um grande fã de Aquaman. E para mim, nada parece melhor do que uma história de Aquaman com escrita de Geoff Johns, lápis de Ivan Reis, tinta de Joe Prado e coloração de Rod Reis.

Pontos Positivos
Aquaman não está apenas lutando contra o mal no oceano. Você descobre rapidamente que ele não tem nenhum problema em levar a batalha à superfície para salvar pessoas. Quem pensou que essa nova série seria sobre um cara nadando no oceano com uma escola de peixe seguindo ele está incrivelmente errado. Durante anos, eu e muitos outros fãs de Aquaman tentamos explicar o que são os poderes de Aquaman, além de "conversar com peixes". Esta edição faz um ótimo trabalho, não só explicando, mas mostra aos leitores o que esse personagem é incrível e do que ele é capaz. Deixe-se saber, não mexa com Aquaman.

Aquaman teve uma reformulação 100% não apenas no visual, ele ainda se importa com seu povo e sua "esposa", mas não pense errado sobre ele, porque ele fica muito irritado. Ele não é nada como a versão coxo dele em Super-Amigos.

O que me deixou mais entusiasmado com esta história foram os novos vilões: são assustadores, maliciosos e não um vilão típico que tenta conquistar o mundo. Também é bom ver um coletivo de vilões e, neste caso, uma raça de seres, do que um vilão singular. "Quanto mais melhor."

A arte de Ivan Reis é fenomenal. Ele era um dos meus artistas favoritos quando ele apareceu dentro e fora de Lanterna Verde, e eu adorei ver ele trabalhar com Geoff Johns novamente. Ele é um cara sólido, contemporâneo e talentoso, e a adição do toque de Joe Prado e as cores de Rod Reis realmente fazem essa história estourar.

Pontos Negativos
Enquanto eu adorava cada momento desta história, há um elemento aqui que eu posso ver que  pessoas não gostaram. Esta edição gasta muito tempo dizendo ao leitor que as pessoas odeiam o Aquaman. Chega a um ponto em que você se torna tão agravado quanto o Aquaman. Toda a edição realmente só tenta refutar a afirmação "Aquaman é uma merda". Ao mesmo tempo, isso precisa ser feito, já que este personagem foi ridicularizado por anos, mesmo que ele tenha tido algumas boas histórias.

O Veredito
Eu li todos as 52 edições dos "Novos 52" e Aquaman é um dos meus favoritos. É porque sempre fui fã do Aquaman e esperava por uma série para fazer a justiça a um dos personagens favoritos. Além da minha opinião incrivelmente tendenciosa do personagem, esse é um bom livro? Claro que sim. Já era tempo de alguém reformular esse personagem e não há mais ninguém an DC do que Geoff Johns e Ivan Reis. A personalidade do personagem foi redesenhada, e seus poderes explicados, então esse é um excelente ponto de partida. Eu amo os novos vilões e a arte, mas essa série do Aquaman por inteiro está excelente. Eu recomendo este quadrinhos e essa série em si.

Classificação Final: 5/5



Esta edição foi publicada em Universo DC Nº 1 em 2012 e Aquaman: As Profundezas em 2015 ambos pela Panini.

Nenhum comentário